Mestre Sérgio Santos

Meditação, a um passo da eternidade

meditacao

Meditação é uma das partes do Yôga. Essa técnica baseia-se na intuição, função sutil que algumas pessoas utilizam geralmente por instinto, indo além da lógica e dos processos mentais e intelectuais. Linus Pauling, prêmio Nobel de química, disse certa vez: “É claro que nós cientistas usamos a intuição. Conhecemos a resposta antes de ir checá-la.”. No SwáSthya, o Yôga Antigo, meditação significa “intuição linear”, prática que nos cabe desenvolver e aprimorar neste curso. 

Aberto para: alunos e instrutores. 

Programação Geral:

O que é e o que não é a meditação no Yôga; os graus e os tipos de meditação; exemplos ilustrativos de como funcionam as técnicas; a ilustração da flor de lótus e do lago; treinamento da abstração dos sentidos (pratyáhára) e da concentração (dháraná) como etapas anteriores ao estado de consciência chamado meditação (dhyána); os graus de meditação; exercícios visando à meditação através de imagens e sons; os requisitos e etapas necessárias para se conseguir meditar; condições ideais para a prática; exercícios de meditação no dia-a-dia; princípios da filosofia sámkhya; noções de kundaliní, nadís, chakras, siddhis, bhúta shuddhi, maithuna e nyása; funções e efeitos da prática da meditação; técnicas corporais, respiratórias e outras para ampliar as percepções sensoriais e extra-sensoriais; a meta do Yôga, o samádhi; tipos de samádhi; os requisitos e as etapas necessárias para se chegar à meta, segundo o Yôga clássico e o Yôga pré-clássico. 

Investimento: R$ 1.500,00. Esse valor é único e pode ser dividido entre os inscritos do curso - por exemplo, para um grupo de 15 alunos, R$ 100 para cada pessoa. Caso o curso seja organizado por uma escola, o Diretor poderá falar diretamente comigo através do meu celular (31) 99922-4575.

Data e local do curso: as datas e os horários são flexíveis, conforme a conveniência do grupo de alunos/organizador e do ministrante. O curso é realizado em minha residência, no condomínio Retiro do Chalé, ou noutros locais e cidades. Caso seja  feito em outras cidades, as despesas de viagem (aéreas, terrestres, hotel e alimentação) devem ser pagas pela organização.